A cura é, por definição, uma arte sagrada.  Praticamente todos os textos antigos descrevem a arte da cura como um processo divino no qual a cura do corpo precisa ser precedida pela cura do espírito. Quando o potencial da medicina técnica e química se acelerou durante a segunda metade do século XX, o “espírito” da cura ficou doente.  Em outras palavras, a consciência de que a cura é uma arte sagrada foi eclipsada por uma modalidade mais científica, o respeito pelo poder de cura da oração, da fé e do amor diminuiu dramaticamente à medida que a medicina química passou a produzir um numero cada vez maior de resultados físicos. Dra. Caroline Myss

Antes de explicar como funciona a fitoenergética, farei uma breve explanação sobre nosso campo de
energia.

O ser humano é um complexo sistema de energia.  A abordagem holística considera o ser integral e não o distúrbio existente. Os sintomas, as doenças, o quadro emocional além de serem respeitados, são guias valiosos na condução do tratamento, pois são fontes de informação e não apenas coisas incômodas. Nosso sistema energético formam conexões e quando uma parte é afetada, o todo é modificado e uma alteração no todo altera a configuração das partes.  Cada átomo do nosso corpo vibra em um determinado nível de energia, portanto, cada ser possui uma assinatura energética, única, particular.

 

Nossa essência possui uma frequência vibratória sutil que vai sendo obscurecida pelos traumas, pelas experiências rejeitadas que são reprimidas e ficam guardadas no inconsciente pessoal.  Este também possui os complexos, conjunto de pensamentos e sentimentos que carregam em si forte potencial afetivo que retêm energia psíquica. A canalização da energia pode se dar progressivamente visando uma adaptação às situações e ao mundo externo (objeto) ou regressivamente quando acontece a ativação de material inconsciente para adaptação ao mundo interno (sujeito).

Jung assinalou que, quando a energia não é consumida num processo de adaptação ao mundo nem está se movimentando de forma progressiva, ela ativa os complexos e eleva o potencial energético destes no mesmo grau em que o ego perde energia ao seu dispor. Isto é a lei da conservação de energia quando aplicada à psique. A energia não desaparece do sistema; antes, ela desaparece da consciência. E isso resulta, tipicamente, em estados de depressão, conflito interior, ambivalência incapacitadora, incerteza, dúvida, questionamento e perda de motivação. Murray Stein

A vida é inconstante e compreender isso requer o abandono de velhas crenças e a dedicação a uma ideologia que reflita o processo de autotransformação.  Nesse sentido, é fundamental abraçar uma nova concepção de vida que inclua a percepção de que somos energia, então, precisamos saber lidar com a dimensão energética e espiritual.  Quando digo espiritual não estou falando de religião e sim a ligação com a Fonte, Força Superior, Deus, ou qualquer nome que queira dar.

Consciência e energia

Para a pessoa que adota o sagrado como a base de toda a vida, o  corpo físico é fundamentalmente um mecanismo para a expressão da alma no nível físico.  Ele é a consciência – e os seus vínculos com o espírito ou a alma, e por intermédio disso com Deus – que tem a capacidade de transportar o sagrado para o mundo material.  A consciência humana é capaz de refletir as qualidades e as intenções da consciência da alma.  Quando a consciência humana não reflete e não transmite as qualidades e os poderes dessa alma, descobrimos que o resultado pode ser uma importante doença psicológica ou física. Dr Norman Shealy

Como já mencionado aqui, tudo é energia. O pensamento também é energia.  Somos todos integrantes da teia cósmica.  Cada ser possui uma irradiação particular a partir do que pensa e sente.  Portanto, somos co-participes no processo de criação dessa grande teia.  O meu pensar e o meu fazer interferem no seu pensar e no seu fazer. Nós evoluímos individualmente, coletivamente e evoluímos em Deus.

Todos possuímos um campo de energia, que em várias religiões, recebeu diferentes denominações: bioenergia, aura, corpo de luz, corpo bioplasmático, etc.  Nossos pensamentos geram ondas vibratórias. Contribuímos o tempo todo para energização de tudo que está no planeta.  Quanto mais nocivo o pensamento, mais densa será a energia liberada. Quanto mais amoroso for o pensamento, mais sutil será a energia emanada. 

Lidar com as energias gera mudança. Está disposto a mudar? Mudar os pensamentos, sentimentos, crenças, enfim, olhar o mundo com outras lentes! E sentir, reconhecer e trabalhar as energias é um passo importante. Então, vamos começar entendendo o que é e quais os tipos de energia.

A energia imanente é a mesma coisa que a energia cósmica, é a mais pura e é encontrada no vácuo sideral, permeia o tempo e o espaço e todos nós estamos contidos nela. A energia imanente é impessoal e totalmente neutra.

A energia consciencial é fruto da energia imanente, que captamos do cosmos através dos chacras, e a formatamos com as características pessoais de nossa consciência. A medida que evoluímos, nossa consciência se expande e a sensibilidade também.

A energia captada viaja por todo o corpo e é exalada por todos os poros formando um campo de luz, chamado auraPensamentos e sentimentos elevados mantém a aura brilhante, acesa.

Nossa energia é afetada e qualificada por nossos pensamentos e emoções.  Tudo que pensamos e sentimos fica registrado na nossa aura.  Além disso, interagimos o tempo todo com outras pessoas, isso quer dizer que o tempo todo estamos doando e recebendo energia.

Cada mudança de pensamento é acompanhada pela vibração mental necessária para o pensamento funcionar como força.  Assim, todo pensamento possui peso, forma, tamanho, estrutura, cor, qualidade e poder.  O poder do pensamento é maior que o da eletricidade.  A todo pensamento corresponde uma imagem mental. Swami Sivananda

No campo de energia temos os chacras, centros de força que fazem a recepção, assimilação e transmissão das energias vitais.  Os 7 chacras principais estão ligados às principais glândulas endócrinas. Estes funcionam interligados e são portais conectando várias dimensões: os pensamentos e emoções atua no corpo físico que influencia nossas atividades no mundo exterior.  Os traumas, os padrões da nossa programação mental ficam gravados na psique, de forma inconsciente, causando bloqueios e fobias. Os chacras guardam essas informações e cada um é um pequeno portal psíquico e energético, refletindo as condições da pessoa.

Todos os movimentos ocorridos nos chacras são refletidos nas glândulas endócrinas.  Quando estas estão vitalizadas, estão em pleno funcionamento, secretando substâncias como hormônios que são essenciais para o equilíbrio do organismo.  Quando os chacras estão debilitados, as glândulas correspondentes não funcionam bem, o que gera desequilíbrios e consequentemente doenças.

 

E a terapia fitoenergética, o que é e como atua?

No desenvolvimento da planta, ela absorve as forças da terra, da água, do ar, do sol e toda energia vital que está presente no universo. Essa energia é chamada de prana.  Toda essa energia vital fica retida na estrutura da planta.  O ser humano não consegue absorver toda a quantidade de energia que as plantas conseguem.  E é aí que o reino vegetal nos ajuda! 

A fitoenergética é um sistema natural de equilíbrio e elevação consciencial (semelhante ao floral), que utiliza da energia das plantas (fitoenergia) para restabelecer o equilíbrio energético e emocional dos seres humanos. 

Ao fazermos uso da terapia fitoenergética repomos a energia vital e essa vibração sutil estimula a regeneração de pensamentos, requalificando-os.  Esse processo nos ajuda a quebrar alguns padrões, atua nos nossos chacras e consequentemente o sintoma físico desaparece.

Assista ao vídeo para detalhamento do processo:

 

Para conhecer minha forma de trabalho e valor de investimento, preencha o formulário: 

Código de Segurança:
security code
Digite o código de segurança:

Enviar